Embaixada de Portugal na Turquia

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Bem-Vindo à Embaixada de Portugal em Ancara

Antes de viajar para a Turquia, consulte informações importantes da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas aqui.
 

Informações importantes

Sobre vistos e outros assuntos consulares aqui.

Sobre CONCESSÃO DA NACIONALIDADE AOS DESCENDENTES DE JUDEUS SEFARDITAS PORTUGUESES

"Contemporary Istanbul" com evento dedicado a Portugal

Ana Lains 1

Teve lugar no passado dia 17 de setembro, em Istambul, no Tom Tom Kirmizi, uma noite dedicada a Portugal.

O evento, organizado pela  Contemporary Istanbul, em parceria  com a Krea e Optylon, empresas do ramo imobiliário com investimentos em Lisboa, contou também com o apoio da Embaixada de Portugal.

Num ambiente sabiamente reproduzindo o encanto das noites de Lisboa,  a fadista Ana Lains iluminou todos os presentes com a sua voz grandiosa e criativa.

Pasteis de nata e vinho do Porto trouxeram novos sabores à festa, como se todos estivéssemos em Portugal.

Ana Lains 7

III Encontro de Investidores da Diáspora (Penafiel, 13-15 dezembro 2018)

O 3.º Encontro de Investidores da Diáspora decorrerá em Penafiel, entre 13 e 15 de dezembro de 2018, numa iniciativa conjunta da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, através do Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID), e da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, em colaboração com a Câmara Municipal de Penafiel.
Encontram-se abertas as inscrições através do correio eletrónico gaid@mne.gov.pt.
Poderá aceder aqui à carta convite do Senhor Secretário de Estado das comunidade portuguesas.
Mais informações disponíveis aqui.

AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL

Concurso externo para o preenchimento de 1 posto de trabalho, na categoria de Assistente Técnico, da carreira de Assistente Técnico, para exercer funções na Embaixada de Portugal em Ancara
 Nos termos da Portaria n.º 187/2013, de 22 de maio, faz-se público que, na sequência de despacho de autorização de 28 de junho de 2018 de S. Exa. a Secretária de Estado da Administração e do Emprego Público, se encontra aberto, pelo prazo de 10 dias úteis a contar da data de publicação do presente aviso, concurso externo para o preenchimento de 1 posto de trabalho, na categoria de Assistente Técnico, da carreira de Assistente Técnico, com a remuneração mensal ilíquida de € 848,68 (oitocentos e quarenta e oito euros e sessenta e oito cêntimos) nos termos aprovados pelo Decreto Regulamentar n.º 3/2013, de 8 de maio, para exercer funções na Embaixada de Portugal em Ancara, que compreende um período experimental com a duração de 120 dias.
1. O prazo para apresentação de candidaturas termina em 18 de setembro de 2018.
2. Regime jurídico aplicável – contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado para exercer funções nos serviços periféricos externos do Ministério dos Negócios Estrangeiros, nos termos previstos no Decreto-Lei n.º 47/2013, de 5 de abril.
3. Reserva de recrutamento interna – Se do presente procedimento concursal resultar, atenta a lista de ordenação final devidamente homologada, um número de candidatos aprovados superior aos postos de trabalho a ocupar, será constituída uma reserva de recrutamento interna, válida pelo prazo máximo de 18 meses, contado da data da homologação da referida lista, nos termos do artigo 10.º da Portaria n.º 187/2013, de 22 de maio.
4. Número de postos de trabalho e prazo de validade — O procedimento concursal visa o preenchimento de 1 posto de trabalho, e é válido para o preenchimento do posto de trabalho a concurso e para os efeitos previstos no n.º 2 do artigo 10.º da Portaria n.º 187/2013, de 22 de maio.
5. Publicitação do aviso — O presente aviso é publicitado em local visível e público da Embaixada de Portugal em Ancara, na sua página eletrónica (https://www.ancara.embaixadaportugal.mne.pt) e, por extrato, em jornal local.
6. Caraterização e local do posto de trabalho – funções correspondentes à categoria de Assistente Técnico, da carreira Assistente Técnica, de natureza executiva, de aplicação de métodos e processos, com base em diretivas bem definidas e instruções gerais, de grau médio de complexidade, nas áreas de atuação comuns e instrumentais e nos vários domínios de atuação da Embaixada de Portugal em Ancara, de acordo com a caraterização prevista no n.º 2 do artigo 88.º, do anexo da Lei n.º 35/2014, de junho.
7. Requisitos de admissão ao procedimento concursal:
    São requisitos cumulativos de admissão:
7.1 Reunir os requisitos gerais necessários para o exercício de funções públicas, previstos no artigo 17.º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, aprovada pela Lei n.º 35/2014, de 20 de junho, com exceção da nacionalidade portuguesa, nos termos do artigo 5.º do Decreto-Lei n.º 47/2013, de 5 de abril;
7.2 Ser titular do 12.º ano de escolaridade ou de curso que lhe seja equiparado;
7.3 O candidato selecionado deverá possuir autorização/estatuto de residente no país e ter a sua situação regularizada junto das entidades fiscais e de segurança social locais, no momento da respetiva contratação, sem prejuízo da possibilidade de essa situação poder ser comprovada “a posteriori”, de acordo com o artigo 5.º do Decreto-Lei 47/2013, de 5 de abril, nas situações em que tal seja admitido pelas normas de direito local;
7.4 Deve demonstrar fluência no domínio das línguas portuguesa, turca e inglesa;
7.5 Deve possuir conhecimentos de informática na ótica do utilizador de Word, Excel, Outlook  e Power Point.
     Serão fatores adicionais de ponderação:
     -  Experiência em atendimento ao público;
   - Conhecimento do sistema de registo e identificação civil português (SIRIC), cartão de cidadão (CVCC), sistema de gestão consular (SGC), sistema informático para emissão de passaportes (SIPEP), lei da nacionalidade e lei de estrangeiros e código de vistos Shengen.
8. Formalização das candidaturas:
As candidaturas devem ser formalizadas mediante requerimento dirigido ao presidente do Júri e entregue pessoalmente (contra recibo) na Embaixada de Portugal em Ancara, sita em Kırlangıç Sokak n.º 39, GOP – 06700 Ancara, Turquia, por correio registado com aviso de receção ou por correio eletrónico (ankara@mne.pt).
Do requerimento deverão constar, sob pena de exclusão, os seguintes elementos:
8.1 - Identificação completa (nome, estado civil, data de nascimento, naturalidade, nacionalidade, número de cartão de cidadão ou bilhete de identidade (ou equivalente) número fiscal (ou equivalente), residência, código postal, contacto telefónico e email);
8.2   - Habilitações literárias; 
8.3 - Identificação do concurso a que se candidata, acompanhado dos seguintes documentos:
a) Curriculumvitae assinado;
b) Fotocópia simples e legível do documento comprovativo das habilitações literárias;
c) Fotocópia simples e legível de comprovativos da formação profissional realizada nos últimos três anos, relacionada com as atividades que caraterizam o posto de trabalho;
d) Fotocópia simples e legível do cartão de cidadão ou bilhete de identidade (ou equivalente);
e) Certificado de Registo Criminal do país onde reside;
f) Certificado de cumprimento de serviço militar;
9. Métodos de seleção — são adotados os seguintes métodos de seleção obrigatórios:
a) Avaliação curricular;
b) Prova de conhecimentos;
c) Entrevista profissional
I. Avaliação curricular: Valoração de 50%
A avaliação curricular visa analisar as aptidões profissionais dos candidatos na área respetiva, com base na análise do respetivo currículo profissional e documentos comprovativos que o acompanham, sendo considerados e ponderados, os seguintes elementos:
a) Experiência profissional anterior, nomeadamente na área funcional do recrutamento;
b) Habilitação académica de base;
c) Formação profissional na área funcional do recrutamento.
II. Prova de conhecimentos: Valoração de 30%
 i) Âmbito da prova: avaliar a capacidade de resposta do candidato a questões relacionadas com a atividade consular;
ii) Forma da prova: escrita, composta por nove questões de escolha múltipla e três questões de redação sumária;
iii) Língua: Português, inglês e turco;
iv) Duração: 60 minutos;
v) Bibliografia: Constituição da República Portuguesa; Código do Registo Civil Português; Lei da Nacionalidade; Lei de Estrangeiros; Código de Vistos Schengen; Regime legal de concessão de passaportes; Código de Procedimento Administrativo.
III. Entrevista profissional. Valoração de 20%
A entrevista profissional visa avaliar de forma objetiva as aptidões profissionais e aspetos comportamentais evidenciados pelos candidatos e o domínio de uma ou mais línguas. 
9.1 Os resultados obtidos na aplicação dos métodos de seleção são classificados na escala de 0 a 20 valores, com expressão até às centésimas.
9.2 Os critérios de apreciação e ponderação dos métodos de seleção tidos em conta, bem como o sistema de classificação final, incluindo as respetivas fórmulas classificativas, constam de ata das reuniões do júri do concurso, sendo a mesma facultada aos candidatos sempre que solicitada.
10. Exclusão – Consideram-se excluídos os candidatos que obtenham uma pontuação inferior a 9,5 valores num dos métodos, não lhes sendo aplicado o método seguinte, nos termos do artigo 2.º da Portaria n.º 187/2013, de 22 de maio.
10.1 Os candidatos que não compareçam a qualquer dos métodos de seleção consideram-se igualmente excluídos.
11. Forma e comunicação das notificações aos interessados — Todas as notificações dos candidatos admitidos e excluídos, incluindo as necessárias para efeitos de audiência dos interessados, e as convocatórias para a realização de qualquer método de seleção que exija a presença do candidato são efetuadas através de uma das seguintes formas:
a) E-mail com recibo de entrega da notificação;
b) Notificação pessoal;
c) Aviso publicado em local visível e público da chancelaria e disponibilizado na página eletrónica (https://www.ancara.embaixadaportugal.mne.pt)
12. Composição e identificação do júri:
            Presidente: Paula Leal da Silva
            1.º Vogal efetivo: Vasco Seruya
            2.º Vogal efetivo: Francisco Leal de Almeida
            1.º Suplente: Lídia Lopes Kale      
13. As atas das reuniões do júri são facultadas aos candidatos sempre que solicitadas.
14. Na sequência do despacho conjunto nº 373/2000 de 1 de março, faz-se constar, igualmente, a seguinte menção: “Em cumprimento da alínea h) do artigo 9º da Constituição, a Administração Pública, enquanto entidade empregadora, promove ativamente uma política de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres no acesso ao emprego e na progressão profissional, providenciando escrupulosamente no sentido de evitar toda e qualquer forma de discriminação”.

Portugal congratula-se com a eleição de António Vitorino para o cargo de Diretor-Geral da Organização Internacional para as Migrações

O Governo Português congratula-se com a eleição de António Vitorino para o cargo de Diretor-Geral da Organização Internacional para as Migrações (OIM). As eleições tiveram lugar hoje, 29 de junho de 2018, em Genebra, na Sessão Extraordinária do Conselho da OIM.

A candidatura de António Vitorino a este importante posto internacional demonstra a muito elevada relevância que Portugal atribui à temática e ao diálogo em matéria de migrações e à premente necessidade de serem encontradas soluções eficazes para os problemas migratórios no quadro internacional. A sua eleição traduz o justíssimo reconhecimento do indiscutível mérito e capacidades pessoais deste destacado cidadão e do seu notável percurso profissional, durante o qual estiveram sempre muito presentes os assuntos e processos relacionados com as migrações.

O Governo Português está plenamente seguro de que António Vitorino é a pessoa certa para conduzir a Organização Internacional para as Migrações neste difícil período e que a sua gestão valorizará a promoção da Paz e da segurança, a tolerância, o respeito pelos direitos Humanos e o Desenvolvimento Sustentável, que norteiam a política externa portuguesa.

Com a decisão hoje tomada, António Vitorino será chamado a desempenhar as suas funções no sistema de governação multilateral num posto fundamental na área das migrações e num contexto particularmente exigente, atentos os desafios globais que marcam a agenda internacional. A Organização Internacional para as Migrações encontra-se num momento crucial da sua história e será chamada a apoiar decisivamente a implementação do Pacto Global para as Migrações, cuja adoção terá lugar ainda este ano.

O Governo Português estende os seus cumprimentos aos dois outros candidatos a esta eleição, Laura Thompson, da Costa Rica, e Kenneth Isaacs, dos Estados Unidos da América, cujo empenho e postura construtiva ao longo dos últimos meses contribuíram para dignificar o multilateralismo e fortalecer o debate global sobre as migrações.

Poderá aceder ao comunicado aqui.

Reabilitação e Revitalização Urbana - Programa IFRRU 2020

ImagemIFRRU2020

O Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbana (IFRRU 2020) é o maior programa de incentivo de apoio à reabilitação urbana lançado em Portugal, com cerca de 1.400 milhões de euros de financiamento disponíveis para apoiar a reabilitação integral de edifícios com idade igual ou superior a 30 anos ou, em caso de idade inferior, que estejam em mau estado de conservação, situados em Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) de todos os centros urbanos no país (incluindo regiões autónomas).

Através deste instrumento financeiro, são concedidos empréstimos com melhores condições do que as oferecidas pelo mercado, nomeadamente com maturidades até 20 anos, períodos de carência que acompanham a realização do investimento (mais 6 meses) até um máximo de 4 anos, e taxas de juro muito baixas (cerca de metade) das praticadas no mercado, pois cerca de metade do valor do empréstimo é concedido com recursos públicos, com custo próximo do zero.

Os empréstimos estão disponíveis nos balcões de bancos selecionados por concurso público.

Os imóveis a reabilitar poderão destinar-se a qualquer uso, designadamente atividades económicas ou habitação (própria, para venda, para arrendamento, segunda habitação, etc.).

Informações mais detalhadas sobre o programa e os processos de candidatura, assim como o Guia do Beneficiário, estão disponíveis no Portal da Habitação.

Dia de Portugal e das Forças Armadas

10.06.2018 2

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, bem como das Forças Armadas Portuguesas, foi comemorado, em Ancara, a 10 de junho, no histórico e carismático hotel Divan Çukurhan.

Aos convidados, cujo número ascendeu a mais de 300 pessoas, nomeadamente membros da nossa estimada comunidade portuguesa na Turquia, foi oferecido um concerto de Fado, pelos músicos portugueses Liliana Macedo, Artur Caldeira, Daniel Paredes e, ainda, pela flautista turca Şefika Kutluer, que assim associou o som cristalino da flauta ao tom melancólico e poético da nossa Canção Nacional.

O evento contou com a presença de S. Exa o Senhor Vice-Ministro turco da Defesa, Şuay Alpay.

Programas "Aldeia Segura" e "Pessoas Seguras"

aldeia segura mai 800x270

 

O Ministério da Administração Interna está a promover uma campanha de sensibilização que consiste nos programas “Aldeia Segura” e “Pessoas Seguras”.

Estes programas visam prevenir e mitigar os efeitos dos incêndios rurais por via de ações de sensibilização para a prevenção de comportamentos de risco, divulgação de medidas de autoproteção e realização de simulacros de planos de evacuação, em articulação com as autarquias locais.

Mais informações aqui e aqui.

Contactos

Embaixada-foto

Embaixada e Secção Consular

Kırlangıç Sokak, n.º 39 Gaziosmanpaşa (GOP), Çankaya 

06700 Ankara 


 Embaixada

ankara@mne.pt

amboffice.ankara@mne.pt

Telef.: (+90) 312 405 41 01/09 


Secção Consular

sconsular.ankara@mne.pt

Telef.: (+90) 312 405 60 28/29 - Ext. 16/Ext. 17/Ext. 23

Telef.: (+90) 312 405 41 01/09 - Ext. 12/Ext. 15


Telefone de Emergência (24/7)

(+351) 217 929 714

Telemóvel de Emergência (24/7)

(+351) 96 170 64 72 ou (+90) 532 605 13 57 


Sugestões, elogios ou reclamações


Consulados Honorários

Antália

Istambul

Izmir

Azerbaijão (Baku)

Geórgia (Tbilisi)

Mais informação

Sugestões, elogios ou reclamações

Ligações úteis

 

Logo DRE                                                                                Logotipo Portal das Comunidades Portuguesas

carreiras-internacionais 150x56             

Logotipo Turismo de Portugal

Logotipo AICEP - Portugal Global

Logotipo Portugal Economy Probe

Logotipo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Logotipo Instituto Diplomático

Delegação da União Europeia na Turquia